Notícias

Instituto Compartilhar e Instituto Futebol de Rua promovem Seminário ODS no Esporte no Centro de Eventos Sistema Fiep, em Curitiba

12 de setembro de 2018

Em parceria com o Sesi, Programa Impulso do Instituto GRPCOM, Instituto Superior de Administração e Economia – ISAE – conveniado à Fundação Getúlio Vargas (FGV), e com a Rede Esporte pela Mudança Social (Rems), o Instituto Compartilhar e o Instituto Futebol de Rua, ambos signatários do Pacto Global da ONU e membros da Rems, apresentaram o Seminário ODS no Esporte. O evento foi realizado na noite do dia 28 de agosto no Centro de Eventos Sistema Fiep, em Curitiba/PR, e teve como principal objetivo debater sobre como o esporte pode contribuir com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e ajudar a transformar o nosso mundo. Cerca de 40 pessoas marcaram presença no evento, entre elas representantes de instituições do Terceiro Setor, de empresas relacionadas ao esporte e à educação, da Prefeitura Municipal de Curitiba, professores da rede pública de ensino e acadêmicos.

A abertura do seminário foi feita pela gestora estadual do Programa Impulso, Mathisa Stachuk, parceiro que contribuiu com a divulgação do evento. Além de capacitar as organizações da sociedade civil (OSC) no Paraná, o Impulso mobiliza pessoas e instituições para ajudarem no desenvolvimento das atividades promovidas por estas OSC. Em seguida, a Consultora do Sesi no Estado, a anfitriã Aline Lima, com experiência de oito anos em projetos sociais relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e aos ODS, introduziu o tema do evento, facilitando o entendimento dos ODS. O Sistema Fiep, por meio do Sesi/PR, é referência no trabalho de divulgação, mobilização e acompanhamento das agendas mundiais de desenvolvimento desde 2004 e recentemente lançou o Portal ODS, uma plataforma que reúne informações para dar suporte a todos que queiram atuar na implementação dos ODS no Brasil.

 

Seminário-ODS-no-Esporte-em-baixa-162-BAIXA-300x200Apesar de alguns participantes já estarem familiarizados com o tema, muitos ainda não conheciam os ODS e a apresentação da Aline foi fundamental para dar sequência às apresentações dos cases do Instituto Futebol de Rua, feita por seu fundador e diretor executivo, Alceu Natal Neto, e do Instituto Compartilhar, ministrada pelo gerente executivo, Luiz Fernando Nascimento (o Nando). Ambos discorreram sobre o trabalho desenvolvido dentro das instituições e suas relações com o ODS 3 (Saúde e Bem-Estar) e o ODS 4 (Educação de Qualidade), além dos resultados alcançados ao longo do tempo. Alceu, que apresentou o caseespecificamente relacionado ao ODS 4, explicou como funciona a metodologia do Futebol de Rua, que trabalha também em escolas públicas, aliada ao incentivo à educação tanto na área esportiva quanto na pedagógica e de formação humana. Para Nando, que apresentou o case relacionado ao ODS 3, o Programa Socioesportivo do Compartilhar tem como objetivo justamente incentivar a prática de hábitos saudáveis e motivar as crianças e adolescentes a levarem esse aprendizado para a vida toda. Segundo ele, além de tornar o dia a dia mais prazeroso, o esporte ajuda a prevenir vários problemas e doenças ligadas ao sedentarismo.

 

Representando o presidente do ISAE/FGV (também signatário do Pacto Global da ONU), o Dr. Norman de Paula Arruda Filho, a mediação do debate ficou por conta da Professora de Sustentabilidade no ISAE, na FGV e nas Faculdades da Indústria/IEL, Mariana Schuchovski. O momento foi bastante construtivo, já que favoreceu a troca de experiências entre os presentes, que estavam sentados em grupos, e com os palestrantes. “Muito bom o evento! Foi uma oportunidade de conhecer projetos já atuantes e que contemplam os ODS”, afirmou um dos participantes anonimamente em pesquisa de opinião.

Já para a analista de projetos de sociedade do British Council no Brasil, Juliana Braga, o seminário mostrou o quão importante é o trabalho com o esporte hoje em dia. “O ato do professor não usar o apito é um símbolo muito forte de que precisamos pensar mais antes de fazer interferências arbitrárias no aprendizado infantil para justamente possibilitar o protagonismo das crianças e adolescentes”, afirmou sobre as apresentações. Quando questionada sobre o que levará do seminário para o seu ambiente de trabalho, Juliana respondeu rapidamente: “as dificuldades reais de um professor”. E complementou: “Quando organismos internacionais ou projetos do Terceiro Setor tentam levar uma atividade de extensão para dentro da escola precisam pensar estrategicamente até que ponto ela ajuda a desenvolver a metodologia do(a) professor(a) e até que ponto traz mais um trabalho burocrático para ele ou ela, que já tem de lidar com tantos”.

Parceiros Institucionais: Uptime, Sextante e Delírio Tropical.Outro ponto de relevância no evento foi levantado pela professora de educação física da rede municipal de ensino Kerollin Esteves. A pergunta foi gatilho para a discussão em torno de como um(a) professor(a) de escola pública pode atuar de forma mais próxima e humanizada com seus alunos. Os casesmostraram que a constante inovação na metodologia melhora o trabalho pedagógico, ao contrário do que normalmente acontece na maioria das escolas na opinião de Kerollin. Ao final houve entrega de reconhecimentos aos parceiros do evento e certificados eletrônicos a todos os participantes. A importância do esporte na contribuição para o alcance dos ODS gera anseio por mais situações e trocas de experiências como as que o seminário pôde proporcionar.

Foto: Carlos Eduardo Fotografia

O Instituto Compartilhar é signatário do Pacto Global da ONU e ajuda a construir um futuro melhor para as futuras gerações por meio da prática dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Assine a Newsletter

Quer se manter atualizado e receber nossas notícias direto em seu e-mail?
Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da REMS.