Notícias

Debate sobre Sistema Nacional do Esporte

23 de junho de 2017

A REMS – Rede Esporte pela Mudança Social, parceira da Nike e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), realizou em conjunto com o Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo uma Conferência Internacional sobre Sistemas Esportivos. Mais de 170 pessoas marcaram presença no evento gratuito que contou com o apoio do Museu do Futebol, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

A Conferência, que faz parte da comemoração dos 10 anos da rede no Brasil, compartilhou experiências e, junto com a comunidade esportiva, traçou perspectivas futuras com relação à democratização do acesso ao esporte para a próxima década. “Utilizamos um formato diferenciado no qual a plateia participou ativamente da discussão. Para termos este esporte que desejamos, o esporte para todos, precisamos estar abertos para ouvir opiniões diversas: é uma das riquezas e fortalezas do trabalho em rede. Neste evento, tivemos a presença de pessoas de todas as regiões do Brasil, e diversas áreas de atuação: governo, universidades, 3º setor e organizações privadas”, comenta Ana Luiza de Araujo Carrança, Coordenadora da Rede Esporte Pela Mudança Social.

Uma das ferramentas da REMS para fortalecer os membros da rede e todos que atuam no setor do esporte para a mudança social é a realização de debates, com pessoas altamente qualificadas. Para Fábio Silvestre, psicólogo, mestre em Educação e especialista em Psicologia do Esporte, o evento teve como ponto alto a prestação de contas das ações realizadas nos últimos 10 anos que vão além do ativismo cotidiano para uma elaboração conceitual e estratégica para intervir na construção das políticas do esporte. “Entender como funciona os vários sistemas no mundo e as propostas brasileiras geram muitos questionamentos, ao mesmo tempo que animam as instituições a pensar que o futuro que queremos começa hoje”, comenta Fabio, palestrante responsável pela amarração e provocação final “What’s next?, que encerrou o debate.

A americana Chris Green, especialista em esporte e desenvolvimento, trouxe ao evento uma perspectiva internacional sobre sistemas esportivos, com uma visão geral da estrutura nos EUA, comparando com modelos de outros países. Também estiveram presentes, realizando apresentações e participando de um debate, Cassia Damiani, Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e especialista na área de gestão pública de esporte e lazer e Silvia Gonçalves, Coordenadora da Ação Nacional da ONG Atletas pelo Brasil, membro da REMS.

Segundo Cássia, é possível estabelecer políticas que se complementem, que conectem os esforços para alcançarmos o esporte que queremos. “Este esporte não pode colocar as pessoas e os recursos voltados para as diferentes dimensões esportivas em disputa. É fundamental uma visão articulada e sistêmica entre a formação esportiva e o esporte de alto rendimento, sem submissão de um ao outro, bem como da formação esportiva com o esporte para toda a vida, praticado de forma voluntária e consciente. Esse é um grande desafio para todas as pessoas que atuam no mundo do esporte: democratizar o acesso ao esporte e lazer, com qualidade, diversidade e equilíbrio. Para tal, é imprescindível que tenhamos um novo Sistema Nacional do Esporte, baseado nas vontades dos diversos segmentos esportivos, expostas nas resoluções conferências nacionais do esporte”, explica a palestrante.

Quem também marcou presença e tem um papel ativo e fundamental na luta por um sistema nacional do esporte é Magic Paula. Para ela, além dos trabalhos já desenvolvidos nas instituições, atletas e ex-atletas podem contribuir não só com a imagem, mas participando mais na divulgação e no envolvimento com a criação de políticas públicas para o esporte que acreditamos, o esporte para todos. “Acredito que muito já foi debatido. Precisamos colocar em prática o que temos já elaborado e motivar uma agenda para acelerar este processo dentro do governo”, comenta.

O evento também faz parte da programação do Sports Alumni Summit do Consulado dos EUA, um encontro de intercambistas de programas esportivos patrocinados pelo Governo dos Estados Unidos nos últimos anos, através da iniciativa “Sports for All” (Esportes para Todos) que enfatiza o papel importante que os esportes têm em engajar comunidades, promover a inclusão e construir relações duradouras entre instituições e pessoas dos Estados Unidos e do Brasil. “O esporte é certamente uma paixão compartilhada por nossos países. Através dos nossos programas de diplomacia esportiva, buscamos promover o esporte como ferramenta de acesso e transformação.” declarou Ricardo Zuniga, cônsul geral dos Estados Unidos em São Paulo.

​“Ampliar o debate sobre um Sistema Nacional de Esporte é urgente e necessário. O apoio de instituições como o PNUD e o Consulado Americano valida e dá credibilidade em torno da causa do esporte para todos e todas e, receber o apoio da Nike, nos impulsiona para ganhar mais escala e regionalizar as ações da rede para todo o país”, conclui William de Oliveira, Diretor Executivo do Instituto Barrichello, organização responsável pela Secretaria Executiva da REMS.

foto divulgacao

Confira aqui as fotos!

 

 

Assine a Newsletter

Quer se manter atualizado e receber nossas notícias direto em seu e-mail?
Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da REMS.