Notícias

Candidatos à presidência deixam Esporte em segundo plano

21 de julho de 2014

Reportagem do iG que ouviu, entre outras fontes, a Atletas pelo Brasil, analisa os programas de governo dos presidenciáveis

O portal iG divulgou no último sábado, dia 19 de julho, uma reportagem que mostra que, a dois anos das Olimpíadas, os presidenciáveis se inspiram no modelo norte-americano ao prometer esporte nas escolas e universidades, mas não dizem como pretendem fazer isso.

Embora o Brasil venha sediando grandes eventos esportivos nos últimos tempos, o esporte como política pública não figura entre as prioridades dos candidatos à presidência Aécio Neves (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e Eduardo Campos (PSB) Eles entregaram no dia 5 de julho suas propostas de governo ao Tribunal Superior Eleitoral – TSE.

Medalhista olímpico, o ex-nadador Gustavo Borges, um dos nossos associados, foi estudar na Flórida em 1991 e viu de perto a forma como o esporte é encarado por lá. Ele afirmou ao iG que a importância da prática esportiva na escola é tamanha que o desempenho nas pistas de corrida, piscinas e gramados é critério curricular no mercado formal de trabalho ao indicar ao entrevistador a força de vontade, liderança e dedicação do candidato à vaga.

Gustavo Borges apoia o ensino esportivo na graduação aliado ao nosso sistema de clubes.

Gustavo Borges apoia o ensino esportivo na graduação aliado ao nosso sistema de clubes.

 

A reportagem ouviu a diretora-executiva da Atletas pelo Brasil, Daniela Castro. Ela comemora o empenho do governo federal na aprovação da lei 12.868/13, que regulamenta a atuação de organizações esportivas que recebem dinheiro público. A nova regra limita o mandato de dirigentes e exige a prestação de contas dos recursos.

Mesmo assim, ela diz que falta participação da União na condução do esporte nacional. “Na Alemanha, o ministério dos esportes divide com o comitê olímpico essas responsabilidades. Aqui fica tudo com as instituições. É preciso entender que o esporte representa a imagem do país.”.

Ela revelou ainda que a entidade pretende acompanhar as propostas de cada candidato no decorrer da campanha eleitoral.

 

Confira abaixo a reportagem completa:

http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2014-07-19/mesmo-apos-fiasco-na-copa-candidatos-a-presidencia-deixam-esporte-em-2-plano.html

Assine a Newsletter

Quer se manter atualizado e receber nossas notícias direto em seu e-mail?
Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da REMS.